terça-feira, agosto 24, 2010

Coisa estranha

Esse lance de amor é coisa estranha.

É como quando você dança achando que a todos encanta,
E fica olhando para ver se alguém tá percebendo o quão charmoso é esse seu jeito de dançar. Daí, a dança fica estagnada naquele prototipo de beleza, e o seu olhar procura em toda pista algum olhar correspondente. Os olhos vivos se esquecem de que o amor é cego.

Num outro dia, quando sua roupa não é mais linda e seus cabelos estão desgrenhados, quando você dança sem o charme de quem sabe que encanta, quando você dança como se estivesse cantando. Quando você dança de olhos fechados.
Ai sim, o amor aparece em todo canto.
 
(constatações de sábado à noite - pt.1)

3 comentários:

  1. Lindíssimo! Ótimo para ser publicado em futuras criações...

    ResponderExcluir
  2. ai se eu soubesse dançar...

    julia da matta

    ResponderExcluir