sexta-feira, janeiro 13, 2017

pós verdade

tá na cara
do meu insta
que eu não
te amo mais.

o homem morcego

ele me disse:
juro
o plano era
tatuar "Fátima"
nas costas
bem grandão.
.
pra criar coragem
tomou
todas com o Brito
lá mesmo em
Belford Roxo.
.
Robson era incrível,
tocava Asa Branca na flauta,
mas bebia até trocar
todas as letras
e o tatuador
marcou nas costas dele
à agulha
bem grandão
Batman.
.
o casamento acabou
poucos meses depois
hoje em dia
ele sofre
porque depois
de ter visto todos
os filmes. gosta mesmo
é do Coringa.

gozo histérico

oscila
entre
atirar com uma bazuca nos seus dentes cariados
explodir o apartamento da Monte Alegre enquanto lemos aquelas listas
de o que fazer o que não fazer mais
morder o seu tersol
e depois das cinco
pedir para ser seu litt' puppy
me enfiar debaixo da pele das suas costas
enquanto você dorme
repetir diversas vezes algo bom
como se fosse um grande mistério
bobo
do tipo ainda tem pão quentinho.

eu não sei pra onde vou e pode até não dar em nada

vou escrever na sua barriga ou em cima dos trilhos do trem. lapa à glória. a sensação é térmica. panos estirados sobre às calçadas. à venda por cinco a dez reais todos aqueles livros velhos. boa parte tem na estante da casa em que fui criada. os que eu tenho procurado sinto que se foram com a cosac naif. compro um disco. trilha sonora midnight cowboy. me falta a vitrola. foda-se. não é sobre isso. a tempestade cai. páginas e páginas encharcadas. a chuva não apaga o Namastemer e nem o só Jesus salva que brilham no muro.