domingo, novembro 25, 2012

por fim, nós


frigideira suja na beira do fogão
os passos que deixaram o tapete
bagunçado no meio no corredor
espelho do banheiro com um resto
de vapor
o restinho do condicionador
sapatos
roupas espalhadas no chão
a porta do armário aberta
e por fim, nós
debaixo da coberta

um bom começo prum filme de amor.

os seus vinte e nove anos
me fazendo gostar do Godard
minhas angústias adolescentes
e a toda postura reticente
espalhados no sofá
uma frase de efeito no
fundo d'uma vontade indecente
nada, nada, nada a favor
da gente
talvez não seja mesmo
a coisa mais certa
e por fim, nós
debaixo da coberta

ate que podíamos fazer um filme de amor.

sábado, novembro 03, 2012

a alérgica

eu in
piro.

inspiro, inspiro, inspiro
e cada vez mais
inspiro e
sinto que
expiro
aos poucos.

espirro espirro espirro
e cada vez mais
respiro e
se tem poeira (ou mudança de tempo)
espirro
es-pasmos.

e pingo.
e piro.
existo
aos lenços.