quinta-feira, outubro 14, 2010

Pseudo Annie Hall

(vídeo caseiro feito por Igor e Nina – gravado na casa dela)


Nina - Ta, esse vídeo é para dizer o quanto eu quero ser o Woody Allen.

Igor- Não, faz direito, faz direito...

Nina – O que você quer que eu fale? Chapter one she adores rio de janeiro city.

Igor – (rindo) gato, fala do gato

Nina – Pra mim, o Rio é uma cidade que liberta a minha gata interna

Igor – (rindo mais) não é isso...

Nina – (rindo) Esquece vai...

(aparece Nina vendo o filme, no mesmo quarto em que este foi gravado, pelo computador)

Nina – Eu e Igor terminamos. É pouco provável que um casal que se junte no colégio dure pra sempre, mas, nós tínhamos tudo para durar. Eu poderia dizer que a culpa é dos meus pais que se separaram quando eu era muito nova fazendo desde cedo meu inconsciente apagar o que definimos de relação entre um casal. A culpa é deles sim, como sempre. E um pouco minha. Um pouco. Talvez porque Igor aceitava todos meus defeitos e talvez de tanto querer ser um personagem do Woody Allen, eu acabei me incluindo na frase de Grouxo Marx: “Eu não sou membro de um clube que me aceite como sócio”

(Notas da autora: La-di-da La-di-da Lala)



essa imagem não é de Annie Hall, mas é a cena de cinema mais charmosa existente.

2 comentários:

  1. sempre tem alguem pra nao ligar pros nossos erros e alguem pra por a culpa nos pais. e eu nao sou nenhuma dessas pessoas!!!

    ResponderExcluir